Paulo Lemos pede que GEA assuma pagamento de contratos suspensos pelo município de Pedra Branca

O deputado estadual Paulo Lemos (PSOL), protocolou nesta sexta-feira, 17, um requerimento na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) pedindo para que o Governo do Amapá, por meio, da Secretaria de Estado da Educação (Seed), garanta os recursos necessários para a manutenção da folha de pagamento dos contratos administrativos da área educação do município de Pedra Branca do Amaparí, que foram suspensos.

Na quinta-feira (16), a prefeita de Pedra Branca do Amaparí, Beth Pelaes, anunciou a suspensão desses contratos, devido à crise econômica ocasiona pela Pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), que atingiu a receita daquele município. O documento protocolado por Lemos requer que o pagamento dos trabalhadores seja mantido pelos meses de abril, maio e junho.

O deputado embasa a iniciativa de uma emenda ao Projeto de Lei de auxílio emergencial, aprovado pela Câmara dos Deputados, no dia 16, que garante auxílio emergencial para professores de contratos, de autoria da deputada federal Sâmia Bonfim, do PSOL. O texto original não abrangia os trabalhadores de contratos eventuais, os quais não possuem renda fixa. Veja a emenda.

“Caso essa situação não se resolva no âmbito estadual, nós temos ainda essa possibilidade para tentar solucionar esse entrave da manutenção do sustento desses pais e mães de família do município de Pedra Branca”, pontuou o parlamentar.

__________________________

  • D1 COMUNICAÇÃO – produção de conteúdo digital
  • Júnior Nery | Adryany Magalhães
  • (Ascom/Paulo Lemos – PSOL)
  • Contatos: (96) 98127-1559 e 99144-5442